Últimas
recent

BATALHA PIAUÍ - ASPECTOS GERAIS

LOCALIZAÇÃO:
Batalha se localiza a 160 km de Teresina, na mesorregião Norte piauiense e na microrregião do Baixo Parnaíba, no Estado do Piauí. Banhada pelos rios Longá e dos Matos.
MUNICÍPIOS LIMÍTROFES:
NORTE: JOAQUIM PIRES
LESTE: SÃO JOSÉ DO DIVINO, PIRACURUCA E BRASILEIRA
OESTE: ESPERANTINA E BARRAS
SUL: BARRAS E PIRIPIRI
CARACTERÍSTICAS GEOGRÁFICAS:
ÁREA: 1.588,905 km²
CLIMA: Clima tropical, muito quente e subúmido com duas estações bem definidas pelo regime sazonal de chuvas. O total de chuvas anual, normalmente é de 1.600mm, em média, entretanto, a distribuição é bastante irregular, tanto sazonal como temporalmente.
ALTITUDE: 150 m
INDICADORES SOCIAIS
PIB (PRODUTO INTERNO BRUTO):
·         PIB: R$: 44.102
·         PIB PER CAPTA: R$: 1.685,00
IDH (ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO):
·         0,553 MÉDIO PNUD/2000
POPULAÇÃO: 25.724
HISTÓRIA
O Topônimo Batalha, segundo a tradição, teve origem nas lutas travadas entre colonizadores portugueses e indígenas, lutas essas que se prolongaram até o completo desalojamento dos aborígines.
Por volta do século XVIII, começaram a ser povoadas as terras por onde se estende o município de Batalha, um dos mais antigos do Estado do Piauí.
Em 1794, com o surto de melhoramentos no Povoado, cresceu a população. Iniciou-se, então, a construção da Igreja do Padroeiro, São Gonçalo.
A Sede Municipal foi elevada à categoria de Cidade em 1938.
Os naturais e os habitantes de Batalha são chamados batalhenses.
Gentílico: batalhense
Formação Administrativa
Distrito criado com a denominação de São Gonçalo de Batalha, pela lei provincial nº 340, de 22-08-1853, subordinado ao município de Piracuruca.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Batalha, pela resolução provincial nº 396, de 15-12-1855, desmembrado de Piracuruca. Sede na atual vila de Batalha. Ex-São Gonçalo de Batalha. Constituído do distrito sede. Instalado em 07-09-1858.
Pela lei estadual nº 197, de 23-06-1899, o município de Batalha passou a denominar-se Campos Sales.
Pela lei estadual nº 641, de 13-06-1911, o município de Campos Sales voltou a denominar-se Batalha.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município já denominado Batalha é constituído do distrito sede.
Pelo decreto estadual nº 1279, de 26-06-1931, é extinto o município de Batalha, sendo seu território anexado ao município de Barras do Marataoan, como simples distrito.
Em divisão administrativa referente ano de 1933, Batalha figura como distrito no município de Barras do Marataoan.
Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Batalha, pelo decreto estadual nº 1536, de 02-05-1934. Reinstalada em 29-03-1938.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.
FESTAS TRADICIONAIS
·         Carnaval (Fevereiro)
·         Festival Junino (Junho)
·         Festejos aos Padroeiros:
       - Nossa Senhora de Lourdes (Agosto)
       - São Gonçalo (Dezembro)
·         Festa do Bode (Setembro)
CULTURA
·         Artesanato
·         Dança
·         Poesia
PRODUTOS TÍPICOS
·         Artesanato
·         Cajuína
·         Carne de Bode
·         Cana de Açúcar
·         Doces
·         Bolos Doces e Salgados
·         Carnaúba
·         Feijão
·         Mandioca
PRINCIPAIS PONTOS TURÍSTICOS

·         Cachoeira do Urubu
·         Cachoeira do Xixá
·         Bela Vista
·         Brejo
·         Praça da Matriz
·         Igreja Matriz de São Gonçalo
·         Cachoeirinha do Cizudo
·         Barragem do Riacho Grande
·         Pedra do Letreiro
·         Cachoeira do Canta Galo
·         Cachoeira do Mosquito
·         Rio dos Matos

 
Hino de Batalha
    Letra: José Nicodemos da Rocha
Ó filha do Sertão deste Brasil
Plantada nos rincões do Piauí
És bela, forte, impávida és viril
Orgulho dos que nascem por aqui

Ao contemplar tua agreste serrania
E o verde vale onde reina a paz
Tua imagem radiante luzidia
Ardente amor ao coração nos trás

ESTREBRILHO

Batalha terra eternamente amada
Teu nome nosso peito faz pulsar
E para te ver sempre exaltada
Para a glória havemos de lutar

Acena com esperança palma
O verde leque de teus carnaubais
De confiança enche a nossa alma
O farfalhar de teus canaviais

Riachos serpenteiam murmurando
Ao solo da ametista tremeluz
Ó mãe, aurora surge proclamando
Os dons e as virtudes que possuis

Ó terra de tão secular história
Bendita seja por teu ideal!
O teu passado canta a tua vitória
Que em árdua luta é nosso fanal

Na memória estão os nossos pais
E o passado dorme no teu chão
Os sonhos dele tornam-se reais
E nós guardamos sua tradição

Batalha marcha avante com firmeza
Lutando para ser sempre melhor
Teu nome já reflete tua grandeza
Que em cada geração será maior

Teus filhos preparados pra peleja
Avançam com o triunfo em cada mão
É a chama da certeza que flameja
No coração do infante ao ancião.

 EDIÇÃO: Célio Júnior
FONTES e REFERÊNCIAS:
BLOG MILTON FILHO
IBGE (INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA ESTATÍSTICA)
PNDU (PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO)
WIKIPÉDIA
Tecnologia do Blogger.